Cartão de Visita: O que colocar no seu?

“Você nunca terá uma segunda chance para causar uma boa primeira impressão”. Seguindo este dito e concordando com o pensamento que ele traz, falaremos sobre algo que colabora bastante para que seu cliente veja seu serviço com bons olhos, o cartão de visita.

banner_pequeno_cv

Ao fazer um cartão de visitas, a intenção é que este faça seu cliente lembrar facilmente de você e de seu negócio – ou, no mínimo, facilitar tal processo. Possuir esse tipo de material gráfico, portanto, garante a chance de, aquele que está buscando seus serviços, encontre rapidamente todas as informações que precisa, a um ‘bolso de distância’, literalmente. Por este motivo e para que tal oportunidade não se perca, é importantíssimo saber exatamente quais informações são essenciais em um cartão. Para ajudar você nisso, pensamos em algumas maneiras de esclarecer a principal dúvida que surge: O que colocar no meu cartão de visita? Veja só:

o que devo colocar no meu cartão de visita?

É claro que não existem fórmulas mágicas, no entanto, a melhor maneira de sanar rapidamente algumas dúvidas é pensar no seguinte questionamento: “Se eu estivesse recebendo um cartão de visitas, o que eu esperaria encontrar? E de que forma?” Isto é simplesmente a técnica eficaz de se fazer perguntas-chave, e assim ter algumas pistas do que é importante colocar ou não em seu cartão de visita. Para explicar melhor como aplicar esse método, vamos usar um exemplo hipotético de uma loja que vende doces, pois decidiu-se que seria muito interessante fidelizar sua clientela aderindo aos cartões de visita, justamente porque o pequeno negócio está crescendo.

Se valendo desta estratégia, tenta-se prever o que o seus clientes pensariam na hora de procurar seu serviço, como por exemplo:

  • Os clientes virão em minha loja ou farão encomendas via telefone/e-mail?
  • Coloco os preços dos produtos?
  • Destaco algum doce específico com imagens ou texto?
  • Informo no cartão como será a entrega ao cliente?

Ao mesmo tempo em que reflete sobre algumas questões mais gerais, tais como:

  • Quais fontes são visualmente melhores? E o tamanho delas?
  • Como será o formato e as margens?
  • Cores? Em que implicará determinadas escolhas?
  • Qual tipo de papel? Precisarei do verso do meu cartão?

Logo depois de mapear estas questões, preencheu o conteúdo de seus cartões – e assim surgiu nosso protótipo abaixo. Acompanhe pela imagem a seguir um bom exemplo de como ele ficou, e as dicas que auxiliam o desenrolar do processo e arte final:

Cartão de visita da dona maria

Dica 1: Escolha um modelo ou faça sua própria arte para o cartão de visita

Você pode ter os melhores doces do mundo, mas a propaganda ainda “é a alma do negócio”. Invista num visual que seja atrativo para seu cliente, num design interessante que não torna tudo muito poluído – a ideia é facilitar a leitura das informações, ou seu cartão surtirá o efeito contrário. Deste modo, tais dados devem estar bem claros para o seu cliente, sendo que o tamanho das fontes usadas variará de acordo com a relevância de cada parte do texto.

Dica 2:  Qual é mesmo o nome daquele lugar?

Pode parecer desnecessário ressaltar, mas vale o lembrete: deixe seu nome ou o do seu pequeno negócio em destaque, numa tipografia interessante e que combine com o estilo proposto do seu cartão – um pouco maior do que o restante do texto.

O que muitas empresas fazem é colocar uma frase que represente o que é mais importante para você ao realizar seu trabalho – “Servimos bem para servir sempre”.  Porém, esta variará de acordo com a sua empresa. Frases curtas, diretas e que mostrem seu profissionalismo e cuidado com o cliente são ideais. É interessante também destacar o segmento do seu negócio (não necessariamente junto à frase).

Dica 3: E o telefone daquela moça/daquele cara?

Coloque seu nome, conforme fez Dona Maria em seu modelo acima, e insira, ao menos, dois números de contato. Se você preferir, pode incluir o seu nome de usuário numa rede social em lugar de um dos números de telefone. O importante é fornecer ao cliente meios suficientemente eficazes para que ele estabeleça contato, assim que desejar, sem quaisquer complicações.

Também é indispensável colocar seu e-mail para mais uma forma de contato virtual com você. Tenha, então, um endereço eletrônico que permita uma leitura fácil e que seja condizente com a imagem que quer passar aos clientes. No exemplo, usamos “contato@mariadoces.com.br“.

Dica 4: Onde fica?

Nesta hora, você deve dar bastante informação, do jeito mais direto possível. Não ceda apenas o endereço – com o nome da rua, o número do estabelecimento e o bairro que pertence – se possível, adicione também às informações um ponto de referência, isso facilita demais a localização do seu negócio pelo cliente.

cartao-de-visita-ideal cartao-de-visita-ideal cartao-de-visita-ideal
modelos de cartão de visita personalizado

Para as perguntas específicas do negócio, tudo depende de como você planejou suasentregas e como está acostumado a interagir com seus clientes. Por exemplo:

  • Se os clientes forem ou não a sua, informações sobre como realizar encomendas devem estar presentes nos cartões de visita de forma clara. Esse dado pode ficar logo abaixo do nome da empresa ou próximo ao número de telefone, com uma simples frase do tipo: “Encomende por telefone”. Além disso, informações como horário de funcionamento também são essenciais para que a comunicação aconteça da melhor maneira.
  • O cartão de visitas funciona de maneira diferente de flyers, folhetos e panfletos. O intuito daquele é te fazer ser lembrado pelo cliente que deseja entrar em contato – logo, valores podem assustar clientes em potencial e fazê-los procurar a concorrência. Se imprescindível em certa circunstância, é possível realizar uma impressão de cartões especiais.
  • Caso tenha algum produto que mereça destaque, o “campeão de vendas”, pode sim optar por destacá-lo em seu cartão. O único ponto que merece atenção é: sua imagem deve ser compatível com a arte do material e deve estar em alta qualidade – ou a impressão não sairá bem feita.
  • Para a entrega do pedido ao cliente, semelhante à primeira resposta: tudo depende da maneira como você realiza suas entregas. Se as opções de entrega forem simples – tais como ‘em domicílio’ ou ‘retirar no local’ – pode ser interessante incluir estas observações em seus cartões. Entretanto, se o processo tem certa complexidade, opte por não colocar nada.

Cartão-de-visita-personalizado

Dicas gráficas para o seu cartão de visita

Dica 1: Tipo de fonte ideal para usar no cartão de visita

Mensurar quais tipos de fontes são visualmente melhores que outras depende de algumas escolhas particulares do usuário para o seu produto; por exemplo a arte de fundo escolhida, as cores que comporão aquele design e até mesmo a cor do texto que será usado. A regra é deixar tudo o mais clean possível para se ler, por isso, muitas tipologias no mesmo cartão é algo cansativo, assim como uma fonte enorme pode poluir o visual – e uma muito pequena, inviabilizar a leitura fluida.

Dica 2: Formato ideal para o seu cartão de visita

Os mais variados formatos podem ser usados no seu cartão – e esta criatividade também dirá muito sobre a sua identidade e a do seu negócio. Os mais usados, no entanto, são os retangulares, de 9cm x 5cm, com bordas normais ou até arredondadas. É aconselhável respeitar um espaço de margens ao invés de ocupar toda a área disponível do seu material, isso garantirá certa leveza no visual.

Dica 3: Escolhendo a cor ideal para seu cartão de visita

O cuidado com as cores deve existir, ainda mais quando se opta por um fundo escuro. Na impressão, geralmente esta cor “invade” o espaço dos textos mais claros e pequenos. Usar também uma cor clara no verso de seu cartão poderá trazer alguns imprevistos, como o lado mais escuro manchar o mais claro. Laminações costumam a ajudar, mas ainda assim pode acontecer. Cuidado com isso!

Dica 4: Utilize o verso do seu cartão de visita

Pode ser boa ideia preencher com informações este espaço, mas desde que seja realmente necessário. Certamente sua despesa ficará maior, porém isto poderá render bons resultados no design de seu material. Para tanto, você precisará estudar o melhor tipo de papel para sua impressão, por isso, esclareça na gráfica qual é o tipo ideal para o seu caso – ao usar frente e verso, um papel que absorva muita tinta não é o adequado, por exemplo.

Depois de todos estes passos, questionamentos e conclusões, basta escolher uma gráfica online de qualidade para tornar real todo este planejamento. A ordem é comprar um produto que atenda às suas expectativas e, de modo único e personalizado, fique tão atraente e funcional quanto você espera.

Gostou do post, tem alguma dúvida ou queira sugerir algo, deixe seu comentário!

One Comment

on “Cartão de Visita: O que colocar no seu?
One Comment on “Cartão de Visita: O que colocar no seu?
  1. Ainda não tenho site, mas estou tentando iniciar um negócio com cupcakes, as receitas já estão aprovadas pelos amigos, agora tenho que conquistar um público alvo, preciso de modelos simples de cartão de visita. adorei o modelo exposto, se possível gostaria de um modelo igual ou parecido para colocar meus dados e imprimir. Se for gratuito melhor, se tiver custo, me enviar orçamento. Obrigada, Karina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *