Papel Couché: Tudo o que você precisa saber sobre esse papel

O cuidado que a Zocprint tem com o seu cliente é total. Por isso, oferecer conteúdo que explica ao máximo todos os processos para a produção do melhor material de divulgação impresso é um valor importante. O nosso objetivo é explicar tudo para que você possa tomar a melhor decisão. Hoje, vamos falar sobre o papel Couché, um dos mais usados na produção de material de divulgação impresso.

Papel Couché: Tudo o que você precisa saber sobre esse papel | Blog Zocprint

conheça o papel couché

Como dissemos, o papel Couché é um dos mais usados pelas gráficas online ou físicas. Disponível em várias gramaturas, das mais finas às mais grossas (variam de 90 a 300 g/m²), o Brasil é um dos países que oferece esse tipo de papel com a melhor qualidade no mundo. Criado em 1860, cujo nome é de origem francesa, que significa “camada”, as primeiras empresas no país a usá-lo foram as gigantes Klabin e Suzano, isso nos anos 1960.

Uma das principais características do papel Couché é o toque suave. Ele também tem certo brilho, na medida certa, conferindo sempre muita elegância, independente da gramatura a qualquer tipo de material de divulgação impresso. Justamente por ter essas características, as cores ficam mais vivas no papel Couché. Para cartões de visita, por exemplo, ele é um dos mais usados porque proporciona elegância, valorizando também qualquer tipo de cor que venha a escolher. O papel Couché, contudo, é ótimo para qualquer tipo de material de divulgação impresso: panfletos, flyers, folders, cartazes, convites, entre outros.

O segredo do papel Couché é o revestimento composto por carbono de cálcio, caulin, látex, e outros aditivos. Essa composição protege as fibras e por isso deixa o papel mais liso. Ela também impede que o papel absorva a tinta e mantendo a tinta na superfície deixa as cores mais vivas.

Papel Couché: Tudo o que você precisa saber sobre esse papel
5 (100%) 1 vote