Histórias de Empreendedores: Conheça a Elizabeth Holmes

Quando conhecemos histórias de empreendedores de sucesso, nos sentimos mais animados para continuar na jornada do empreendedorismo – que sabemos, aliás, não ser fácil.

Por isso, hoje, selecionamos uma história daquelas que todo mundo gosta: cheia de altos e baixos. E, neste caso, com uma série de lições sobre o que fazer e o que NÃO fazer. Mergulhe na trajetória de Elizabeth Holmes, a menina prodígio que ocupou a posição da mulher mais jovem da história a se tornar bilionária com o próprio negócio, mas que perdeu tudo – ou está perdendo tudo…

elizabeth holmes

Elizabeth Holmes: Tudo começou quando…

Aos nove anos de idade escreveu uma carta para o seu pai. Nela, a pequena dizia: “O que eu realmente quero da vida é descobrir algo novo, algo que a humanidade não sabia ser possível fazer.” E não é que a garotinha, hoje uma mulher de 30 e poucos anos, tem uma fortuna de 4,5 bilhões de dólares! Ou tinha… Mas antes de contar o possível desfecho, olha só o que você já pode aprender.

LIÇÃO UM: Determinação inabalável é imprescindível nas histórias de empreendedores de sucesso.

Elizabeth Holmes é fundadora e CEO da empresa de biotecnologia e saúde chamada Theranos. Ingressou na faculdade de engenharia química na Universidade de Stanford, e a contribuição de Holmes foi criar um negócio de testes clínicos baratos e rápidos.

Porque tinha medo de agulhas, Holmes inventou uma maneira de realizar testes de sangue sem extrair pequenos tubos do líquido. Apenas com uma leve picada na ponta do dedo era possível realizar tais exames.

A ideia deu tão certo que aos 19 anos, Elizabeth Holmes abandonou a faculdade para cuidar da própria empresa (deixar de estudar, porém, nunca é bom). Como muitos jovens de sucesso das universidades americanas que conhecemos, Holmes também cuidava de sua empresa do seu quarto estudantil.

LIÇÃO DOIS: Para começar, você não precisa de um escritório todo equipado, precisa apenas de vontade.

Bom, você pode estar pensando (de maneira equivocada):

  • Ela nasceu rica;
  • Os Estados Unidos são um país melhor para empreender;
  • Ela estudou em uma das faculdades mais renomadas do mundo, etc.

Ainda que a educação possa contar, Elizabeth é de fato uma pessoa focada em seus próprios objetivos. Ela dedicou todo o seu tempo para a realização do seu sonho. Holmes não dedicava tempo para namorar, não via televisão e não tirava férias.

LIÇÃO TRÊS: Cada escolha, uma renúncia. Não é possível ter tudo o que se quer – pelo menos não no começo. Por isso, saiba que abrir mãos de alguns prazeres faz parte.

Além de inventar um jeito de apenas com gotinhas conseguir extrair as informações necessárias para os exames clínicos, Holmes fez uma parceria com a maior cadeia de drogarias dos Estados Unidos, a Walgreen, que possui 8,5 mil lojas no país. A empresa de Holmes montou pequenos centros de bem-estar nessas lojas, oferecendo exames de sangue com resultados em 24 horas, enviados por e-mail.

Todo mundo saiu ganhando com a empresa de Elizabeth. O consumidor que pode não apenas vencer o medo de agulhas como realizar exames com mais facilidade, e as indústrias farmacêuticas que reduziram enormemente os custos na fase de testes de medicamentos.

LIÇÃO QUATRO: Quanto mais pessoas puderem ganhar com o seu negócio, mais você ganhará.

O sonho, contudo, passou a virar pesadelo, quando em 2015 a empresa foi acusada de não realizar exames certeiros. O desenrolar foi trágico porque, claro, o assunto é saúde. Mídia e comunidade médica caíram em cima de Elizabeth Holmes, questionando a eficácia de seus métodos e técnicas. Holmes, em vez de se posicionar de maneira ética, colocando-se como a única responsável, se pronunciou alegando perseguição.

LIÇÃO CINCO: A um erro, nunca responda com desculpas, assumir é sempre o melhor caminho.

Os investidores se retiraram e as licenças foram cassadas. A história ainda está se desenrolando e vale a pena analisar as posturas de Holmes. Apenas tempos depois é que a menina prodígio se pronunciou assumindo a responsabilidade e prometendo soluções.

No começo deste ano, Elizabeth Holmes demitiu 41% de sua força de trabalho e uma onda gigante de dívidas vem se formando com investidores.

Vale a pena acompanhar a história de Elizabeth Holmes e aprender com os seus erros e acertos.

Histórias de Empreendedores: Conheça a Elizabeth Holmes
5 (100%) 1 vote

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *