Paixão: a alma do negócio

paixão_empreendedorismo_Post

Há um famoso texto de Roberto Shinyashiki cujo título é “Um meio ou uma desculpa”. Ele abriga este trecho:

“Não conheço ninguém que conseguiu realizar seu sonho, sem sacrificar feriados e domingos pelo menos uma centena de vezes. Para obter um resultado diferente da maioria, você tem que ser especial. Se fizer igual a todo mundo, obterá os mesmos resultados. Não se compare à maioria, pois, infelizmente ela não é modelo de sucesso. Se você quiser atingir uma meta especial, terá que estudar no horário em que os outros estão tomando chope com batatas fritas. Terá de planejar, enquanto os outros permanecem à frente da televisão. Terá de trabalhar enquanto os outros tomam sol à beira da piscina.”

Perfeito para quem muitas vezes se sente sozinho, empreendendo sem saber se obterá ou não resultados, este fragmento permite que façamos uma pergunta: você tem a motivação certa dentro de você? Você é apaixonado pelo que faz?

Em tempos como os nossos, nos quais vivemos colocando na balança qualidade de vida versus conquistas profissionais (embora quase sempre uma esteja relacionada à outra), descobrir que somos apaixonados pelo que fazemos pode ser mais importante do que ganhar dinheiro. Empreendedorismo tem a ver com disposição. E para estar disposto a algo é preciso ter vontade. Você escolheu fazer o que você faz?

Mesmo com todos os problemas que enfrentamos todos os dias – dos burocráticos ou que estão ligados à economia do país, em crise neste momento – tornar um sonho real não é impossível. Trabalhar duro e de maneira determinada é o suficiente para pavimentar um caminho seguro rumo ao que se deseja. Uma hora você vai chegar lá. Então, voltando ao conselho de Roberto Shinyashiki, vale refletir: tantas horas de sacrifício são pelas causas certas?

Pense nisso e proponha para si mesmo um novo começo na segunda-feira. Se houver paixão em sua trajetória, dedique-se com afinco. Seus sonhos vão se tornar realidade.

Paixão: a alma do negócio
Avalie