Pense pequeno, sonhe grande

84---Comece-pequeno,-sonhe-grande MENOR

Essa é pra você que começou seu empreendimento e tem receio de falhar ou de não alcançar determinados objetivos. Os grandes empreendedores, entre eles os que criaram redes sociais que hoje são um sucesso, como o Zuckerberg, criador do Facebook, começaram exatamente como você, provavelmente. Eles não começaram com grandes quantias de dinheiro disponíveis e não tiveram sempre esses grandes investimentos – nem a fama pelos seus negócios.

1)    Sonhe grande

Você pode ter pouco dinheiro, pouca gente que possa te ajudar e uma ideia que, logo de cara, pareça inovadora demais ou difícil de realizar. Não confunda isso com o pessimismo, que deve ser deixado de lado. Planeje desde sempre os primeiros passos, mas tenha um foco maior: se você quer ser uma marca em nível nacional, planeje e aja de maneira a favorecer isso.

Se você quer que seu escritório seja o melhor da região para oferecer auxílio jurídico, aja de acordo com isso. Se você quer que seus doces se tornem um sucesso na cidade inteira, molde seu planejamento, suas ações baseados nesse objetivo. Isso te motiva a chegar lá e dá base para que tudo isso aconteça!

 2)    Adapte suas necessidades e o dinheiro disponível

Adaptar as medidas tomadas em seu negócio para o dinheiro disponível pode parecer óbvio, mas não custa nada ressaltar. E o seu grande objetivo, como fica? Tenha noção do quanto você cresce mês a mês e veja quanto do lucro pode ser usado para melhorar seu negócio.

Para garantir isso, estabeleça algumas metas. Comprar determinado equipamento para melhorar o processo de produção? Atualizar seu material gráfico? Ter um espaço próprio? Ter CNPJ? Tenha isso em mente e organize tudo, para garantir que o dinheiro a mais disponível seja utilizado da maneira certa!

 3)    Quem te ajuda nessa?

Apoio é algo essencial, ainda que você tenha de batalhar por ele. Faça cursos, conheça pessoas da área e saiba conversar e negociar com fornecedores, por exemplo. Conheça gente e saiba como isso pode te ajudar a “chegar lá”. Não é questão de ser “interesseiro”, mas de perguntar, por exemplo, como a pessoa conseguiu fazer aquela decoração diferente ou onde achou determinado equipamento.

Além disso, reconheça quem te apoia – seja a sua namorada que ouve suas reclamações ou o companheiro de trabalho que te ajuda quando você não sabe bem o que fazer. Esse tipo de auxílio pode te ajudar a não desistir do seu grande objetivo!

Gostou das dicas? A gente te ajuda a alcançar os objetivos do seu negócio! 😉  Comente o que achou pela nossa página no Facebook, no Twitter, ou por aqui mesmo!

Pense pequeno, sonhe grande
Avalie

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *