16 de Julho – Dia do Comerciante

banner_pequeno_ diadoomercianteA luta não acabou.

Além de ser o 197º dia do ano, 1392º aniversário do Calendário Islâmico, fazer 80 anos a implementação da Terceira Constituição do Brasil e nove anos desde o lançamento do livro Harry Potter and the Half-Blood Prince , comemoramos em 16 de Julho o Dia do Comerciante, a fim de lembrar lutas passadas e permanecer na briga pela manutenção de garantias já conquistadas. A data foi idealizada pelo presidente do Senado da época, João Café Filho, em 1953, para homenagear José da Silva Lisboa – o Visconde de Cairu – economista e político brasileiro nascido nesta data.

A história deste dia começa no século passado, com as primeiras associações e uniões – que, após algum tempo, se transformariam nos chamados sindicatos – de empregados ligados ao comércio dos anos 30; e por que eram submetidos a jornadas exaustivas e outros abusos, tais trabalhadores faziam frente na briga por direitos. Na época, eram forçados a cumprir jornadas de 12 horas ou mais, sem descanso semanal algum. Domingos e feriados eram destinados àqueles serviços fatigantes, e a ameaça de demissão se fazia constante, reclamando o companheiro de sua labuta ou aceitando de bom grado tais condições.

Segundo relatos, em 1932 uma quantidade de caixeiros (assim chamados os empregados no comércio) das ruas da capital do Rio de Janeiro foi se aglomerando no Largo da Carioca. O volume de pessoas aumentava com a chegada e adesão ao movimento por parte dos trabalhadores da Lloyd Brasileiro (importante companhia de navegação da época, extinta na gestão FHC), de empresas de transportes e logística (Costeira), os ferroviários da Central do Brasil, bancários da cidade, empregados da Light e até professores e jornalistas. Ao atingir mais de cinco mil pessoas, o levante partiu rumo ao palácio do Governo Federal da época, o Catete.

Em consequência a tal ato, foram recebidos pelo presidente da Nação, o populista Getúlio Vargas, da sacada do Palácio. Naquele mesmo dia, então, foi assinado o Decreto Lei nº 4.042, de 29 de outubro de 1932, que regulamentou a jornada de trabalho para oito horas diárias.

Este acontecimento metamorfoseou a categoria dos comerciários para verdadeiros precursores da luta trabalhista na conquista da mais breve jornada de trabalho – reduzida para oito horas diárias e repouso aos domingos e feriados. Esta reivindicação se estendeu, posteriormente, a todos os trabalhadores do Brasil e, deste modo, mudou completamente a história do país e do mandato de Getúlio, bem como os acontecimentos que vieram a seguir.

Refletindo-se também nos dias atuais, para combater a exploração do trabalhador específico desta categoria, em São Paulo no de 1941, foi fundado o “Sindicato dos Empregados no Comércio de São Paulo” – hoje, leva o nome Sindicato dos Comerciários de São Paulo. Em outros estados, por exemplo, também surgiram outros sindicatos de comerciários.

Fato é que o ímpeto de luta e a determinação daqueles comerciantes de outrora, atravessando gerações, é motivo de inspiração para os embates que se seguem dos trabalhadores comerciários atuais, sempre brigando com valentia em busca de novas conquistas, tais como maiores salários e melhores condições de trabalho e vida.

Por este motivo, a Zocprint deseja toda a felicidade do mundo a todos os trabalhadores deste segmento tão importante na sociedade – companheiros que fizeram verdadeira história. A lida não acabou.

 

cumpom_dia_do_comerciante

Em comemoração, confira nossas ofertas especiais do dia do comerciante e aproveite o cupom de desconto: ZOCOMERCIO

 

16 de Julho – Dia do Comerciante
Avalie

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *