Gestão e Negócios

6 tipos de cliente e como abordar cada um deles

Retrato de aperto de mãos

Muito além de dados e planilhas, as equipes de marketing e venda precisam entender de seres humanos. E se os seres humanos são diversos e cheios de particularidades, não seria diferente quando falamos de clientes.

Por isso é tão importante saber identificar o tipo de cliente que você está lidando: há uma forma certa de abordar cada um. Descubra mais sobre esse assunto no texto que preparamos abaixo!

1 – Cliente indeciso

O cliente indeciso é daqueles que fazem infinitas perguntas e comparam todas as possibilidades possíveis na concorrência. Mas pensa com a gente: no fundo, o cliente indeciso é sempre um cliente inseguro.

A técnica é mostrar que não há porque ter insegurança, mostrando-se pronto para atender suas necessidades e mostrar todas as opções disponíveis.

Para auxiliar nesse processo, tenha em mãos os materiais impressos, como catálogos e panfletos, para servir de base nos argumentos de venda.

2 – Cliente atento

O cliente atento é uma grande oportunidade para um bom vendedor, mas acaba tornando-se uma armadilha para quem não está preparado. Isso porque as pessoas atentas ouvem com detalhes cada informação passada e costumam fazer perguntas profundas.

Para suprir suas necessidades, é preciso apresentar os detalhes dos produtos e serviços que você está a vender, além de ser atencioso e coerente com os argumentos, pois ele está prestando atenção em tudo.

3 – Cliente negociador

Sabe aquele cliente que não tem medo nem vergonha de pedir descontos ou condições especiais? Esse é o cliente negociador! Para atendê-lo bem, é preciso ser prestativo e estar aberto a negociações, mas sem ceder facilmente.

Esse tipo de cliente pode trazer oportunidades de negócios duradouros, mas é preciso tomar decisões sábias para que haja vantagem para as duas partes.

4 – Cliente decidido

O cliente decidido chega até o estabelecimento pronto para realizar um acordo e provavelmente já fez todas as pesquisas de concorrência e produto/serviço que necessitava.

Nesse caso, o melhor é usar a linguagem mais técnica mas não competir conhecimento com o cliente, além de mostrar-se prestativo para ouvir e fazer a venda de forma rápida, para aproveitar a oportunidade.

5 – Cliente não-comunicativo

Os clientes não-comunicativos são difíceis de lidar porque é preciso saber interpretar os sinais corporais e as expressões dele. Também vale a pena limitar as opções disponíveis e elaborar discursos persuasivos, mas simples.

6 – Cliente comunicativo

Os clientes que se comunicam em excesso são normalmente os que não tem muita pressa e tem como necessidade principal estabelecer contato social. Nesse caso, a ideia é saber ouví-lo com paciência, mas sempre demonstrando as vantagens da compra.

Para que você não perca muito tempo com esse tipo de cliente, a ideia é evitar, de forma educada, os assuntos que não tenham relação com a venda.

Dica extra

É claro que esses são só alguns dos infinitos tipos de clientes que podem aparecer durante a sua carreira, pois as pessoas são diversas. Mas cada profissional vai encontrando, com o tempo, a melhor forma de lidar com cada um deles de forma a dar resultado.

A nossa dica extra é utilizar de materiais impressos, como catálogos e panfletos, como materiais de base para a venda. Isso auxilia nos argumentos e ainda serve de divulgação caso a venda vá ocorrer em um momento posterior. Conte com a Zocprint! 😉