Carregando...
Dicas

Organize-se para a declaração de renda em 2019!

Declaração do Imposto de Renda

Todos os anos os contribuintes, sejam eles pessoas físicas ou jurídicas, correm para entregar em dia a declaração do imposto de renda. O prazo geralmente não é muito longo e o público tenta se organizar para conseguir cumprir todos os itens exigidos.

Apesar do software disponibilizado pela Receita Federal ser relativamente simples de usar, sempre surgem algumas dúvidas relacionadas com a declaração do imposto, como quais os documentos necessários e se você precisará do auxílio de um profissional. Neste ano, a Receita irá liberar o download do programa para a declaração no final de fevereiro. O prazo de ajuste deve acontecer no mês de março e a declaração será finalizada no dia 28 de abril.

Se você é empresário, a declaração dos impostos pode ser um pouco mais complicada. Por isso, recomendamos que você contrate um profissional especializado.

Para ajudá-lo neste processo, preparamos este material para tirar todas as suas dúvidas sobre a declaração do imposto de renda. Confira!

Pessoa física x pessoa jurídica

Em primeiro lugar, é importante saber que existe uma diferença entre a declaração de pessoas físicas e jurídicas. Mesmo que você seja um empresário, saiba queé preciso fazer as duas declarações e que elas têm um prazo diferenciado de entrega.

Na declaração do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica, você pode se enquadrar em uma das três modalidades:
Simples Nacional, Lucro Real ou Presumido. Dependendo da modalidade, você terá que fazer a declaração de forma mensal ou trimestral.

As empresas de pequeno porte(que faturam até R$ 4,8 milhões por ano) têm uma estrutura menor de tributação e se enquadram no sistema do Simples Nacional. Nesse caso, a declaração geralmente é feita até o mês de abril por meio da Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais. São incluídas aqui aplicações financeiras, vendas de ativos imobilizados e outros ganhos de capital durante o ano anterior.

Quem deve declarar o imposto de renda para pessoa física

  • Contribuintes que receberam em 2018 rendimentos de R$ 28.559,70, ou seja, trabalhadores com renda mensal superior a R$ 1.903,98;
  • Contribuintes com rendimentos não tributáveis (que não geraram lucros, nem valor líquido acima de R$ 40 mil);
  • Contribuintes que aplicaram algum valor na bolsa ou mercado de capitais;
  • Contribuintes com imóvel ou outras posses acima de R$ 300 mil.

Onde o imposto de renda é aplicado?

Apesar de ser arrecadado pela Receita Federal, quem administra os recursos arrecadados pelo imposto de renda é o Tesouro Nacional, que faz parte do Ministério da Fazenda e da Economia.

Por ali, os recursos são direcionados para projetos sociais e para obras de melhorias nas esferas municipal, estadual e federal, além de programas de sustentabilidade e de habitação popular.

Mudanças previstas para 2019

Neste ano, todos os contribuintes terão que divulgar o CPF dos dependentes a partir dos oito anos de idade. A Receita Federal também deve solicitar o CNPJ da instituição financeira onde o contribuinte mantém conta-corrente ou faz aplicações financeiras.

Como é calculado o Imposto de Renda

O aplicativo da Receita Federal vai fazer o cálculo de forma automática, mas para isso você precisa informar:

  • Rendimento Tributável Mensal;
  • Deduções, que são os valores que serão abatidos: gastos com previdência social; quantidade de dependentes; pensão alimentícia e outras deduções, como gastos com educação e saúde, por exemplo, ou gastos de incentivo à cultura.

A partir dessas informações será calculado em qual faixa de alíquota você se encaixa (7,5%, 15%, 22,5% ou 27,5%) e com quanto você terá que contribuir.

Quanto maior a renda do contribuinte, maior será a cobrança do imposto de renda. Ao longo do ano são realizadas as restituições, caso você tenha declarado algum valor a mais do que o calculado pela Receita Federal.

Qualquer contribuinte é capaz de fazer a sua própria declaração seguindo os passos fornecidos pela Receita! Mas, se mesmo assim você se sentir inseguro, aconselhamos a contratação de um profissional de contabilidade. Nós, da Zocprint, esperamos ter tornado o processo de declaração de imposto de renda mais claro para você! Até a próxima.