Carregando...
Marketing

O básico que você precisa saber de como criar um site

Ilustração de menina com notebook com teclado

O site é um canal de compartilhamento de conteúdo, relacionamento e vendas. Esses três pilares são indispensável para o crescimento de uma empresa, por isso tamanha importância em ter uma página para o seu negócio.

Porém, como criar um site sem ter o básico bem feito? Esse é o erro de muitas empresas, e você entenderá melhor ao ver as respostas para as perguntas mais comuns na hora de pensar em um site.

Que tipo de site você precisa?

É normal que, ao falarmos de “site”, a imagem de uma página institucional apareça na mente da maioria das pessoas. Mas um site pode ter diversas finalidades, cada uma adequada a tipos diferentes de negócios. Para você entender melhor, listamos algumas:

  • Lojas virtuais: também chamados de e-commerces, são os sites focados em venda online. Ou seja, você expõe e vende os seus produtos através desse canal, tendo alcance no Brasil todo. Por exemplo, a nossa gráfica online, a Zocprint!
  • Blogs: para melhorar o relacionamento com os clientes e, consequentemente, promover mais vendas. Os blogs são ótimos para publicar conteúdos de interesse do seu público-alvo e estreitar o relacionamento entre marca e cliente.Por exemplo, o nosso blog, que você está agora mesmo.
  • Portfólios: para pessoas e empresas que precisam expor seus trabalhos como forma de divulgação e atração de novos clientes. Exemplos como o Behance são mais práticos para designers e projetistas (como arquitetos), sem a necessidade de criar um site do zero.

Qual será o seu público-alvo?

Sempre falamos em público-alvo e persona aqui no blog, o que é esperado, pois essas duas ferramentas de marketing são muito importantes para guiar qualquer tomada de decisão em seu negócio.

Logo, para definir o tipo de linguagem do conteúdo do site, o design da página, menus, informações necessárias e toda a estrutura, primeiro é preciso ter mapeado o seu foco. Se você ainda não tem ou não sabe o que é, sugerimos a leitura dos nossos conteúdos sobre público-alvo e persona antes de criar qualquer estratégia ou canal de marketing digital.

Qual a importância de um domínio próprio?

Basicamente, o domínio será o endereço do seu negócio na internet. Ou seja, qualquer site precisa de um domínio para, de fato, existir. É por ele que os usuários acessam suas páginas e os mecanismos de busca o rastreiam, por exemplo, o Google.
Para adquirir um domínio, há duas opções: comprando ou gratuitamente. Os domínios free podem parecer uma boa ideia de ínicio, mas esse tipo de endereço não é indicado para uso corporativo por dois motivos:

  • Os domínios gratuitos não tem garantia de que estarão sempre disponíveis para você, a qualquer momento alguém pode comprá-lo e você e sua empresa acabam perdendo o direito de uso.
  • Domínios gratuitos não passam credibilidade alguma para clientes, por isso não são usados por empresas.

Para comprar um domínio, o site mais conhecido é o Registro.br. Porém, há as opções de compra direto com os serviços de servidores e criadores de site, como WordPress e Hostgator. A escolha depende do que você prioriza: preço, pacotes de serviços, suporte, etc.

Qual plataforma escolher?

As plataformas de criação de site facilitaram muito o desenvolvimento de um site, com estruturas pré-prontas e opções de layout. Essa opção é mais acessível, qualquer pessoa tem condições de criar um site nessas plataformas.

Elas, em geral, são intuitivas e fáceis de editar. O design para as páginas também é um ponto a favor, já que nelas há temas disponíveis tanto de graça como para comprar (geralmente são mais elaborados e bonitos).

No momento, a melhor plataforma para criar sites, e a mais usada, é o WordPress. Por lá, você conta com uma infinidade de recursos e temas para qualquer tipo de site.

Por onde começar?

A nossa dica é que você comece garantindo um domínio para sua empresa, antes que outra pessoa tenha a mesma ideia que você e compre o endereço que gostaria. Já aproveite para escolher a plataforma onde irá criar o site, para explorá-la. Se ainda não tem bem definido quem é o seu público, invista um tempo no planejamento do seu negócio antes de colocar, de fato, o site no ar.